Um tumblr sobre nada
Sem raça definida
    Era um dia normal, uma segunda feira. Eu entrei em casa e vi ele lá, deitadinho no sofá, morrendo de medo da nova casa, mal sabíamos que eles ia se tornar o rei de todo aquele reino de 80 m². Com olhos azuis, pelo branco e um rabo felpudo o Minou fez de nossa varanda seu trono. Ele cresceu e virou um gato muito educado, sempre com postura, o que era assustador, já que ele era um simples gato vira-lata, criado por uma família de vira-latas.
    E por quatro anos ele mijava onde não devia, cagava no chuveiro, dormia nos pés da mamãe, ficava nos lugares mais altos da casa, se arrastava pelas pernas das pessoas, deixava o Hugo com alergia, não deixava o Ariel dormir, bebia água da privada, escalava a cortina, arranhava o sofá e todo dia esperava a gente chegar em casa, só para olhar bem fundo nos nossos olhos e dizer o seu simples “MIAU” .
    Porém, infelizmente, nas ultimas semanas uma doença nos pegou de surpresa, deixando o Minou muito magro, ele não comia mais, não tinha força para pular nos móveis, nem para ir a caixinha de areia… Agora, ele está descansando para sempre na Praça do Por do Sol.
    Agora, esses 80 m², que já pareciam pequenos com ele, parecem menores sem ele. Não tem mais “MIAU” quando voltamos pra casa, a varanda está vazia, mamãe dorme sozinha, o Hugo pode vir tranquilamente dormir sem ter alergia.
    É Minou… Acho que nem você imaginava a falta que faria, mas acredite, faz MUITA. Pode ter certeza disso, mas pode ficar tranquilo, todas as lembranças de você são maravilhosas, o senhor, Seu Gato, fez nossas vidas muito felizes até agora.

Te amo, Pentelho.

Sem raça definida

    Era um dia normal, uma segunda feira. Eu entrei em casa e vi ele lá, deitadinho no sofá, morrendo de medo da nova casa, mal sabíamos que eles ia se tornar o rei de todo aquele reino de 80 m². Com olhos azuis, pelo branco e um rabo felpudo o Minou fez de nossa varanda seu trono. Ele cresceu e virou um gato muito educado, sempre com postura, o que era assustador, já que ele era um simples gato vira-lata, criado por uma família de vira-latas.

    E por quatro anos ele mijava onde não devia, cagava no chuveiro, dormia nos pés da mamãe, ficava nos lugares mais altos da casa, se arrastava pelas pernas das pessoas, deixava o Hugo com alergia, não deixava o Ariel dormir, bebia água da privada, escalava a cortina, arranhava o sofá e todo dia esperava a gente chegar em casa, só para olhar bem fundo nos nossos olhos e dizer o seu simples “MIAU” .

    Porém, infelizmente, nas ultimas semanas uma doença nos pegou de surpresa, deixando o Minou muito magro, ele não comia mais, não tinha força para pular nos móveis, nem para ir a caixinha de areia… Agora, ele está descansando para sempre na Praça do Por do Sol.

    Agora, esses 80 m², que já pareciam pequenos com ele, parecem menores sem ele. Não tem mais “MIAU” quando voltamos pra casa, a varanda está vazia, mamãe dorme sozinha, o Hugo pode vir tranquilamente dormir sem ter alergia.

    É Minou… Acho que nem você imaginava a falta que faria, mas acredite, faz MUITA. Pode ter certeza disso, mas pode ficar tranquilo, todas as lembranças de você são maravilhosas, o senhor, Seu Gato, fez nossas vidas muito felizes até agora.

Te amo, Pentelho.

Ta desculpada, eu tb te amo, mas PELO AMOR DE HENDRIX: corrigi o subnick!!!!! =B

DA PRA PELO MENOS CORRIGIR O SUB NICK!?!?!?! fuckING, FUCKING! eh dificil?!

QUER SABER!

Nao me desbloqueia, fala um foda se pra mim. Quer dizer, eu nao preciso ficar ouvindo qualquer merda aqui no MSN de qualquer pessoa, principalmente merda sobre mim neh? VAMO COMBINA que eu só faço pra vc o bem e vc retribui falando um bando de merda o botando a culpa de um bando de bosta em mim. Bom, nao vo ficar falando pra quem eh isso neh… mas que fique claro que vc consegue ser a pessoa mais ridicula do mundo as vezes, achando que o universo é centro do seu mundinho fantasioso invisível. Olha aqui ó: FODA SE! Eu sou mentalmente equilibrado, pelo menos.

"Living is easy with eyes closed"Lennon and McCartney 

"Living is easy with eyes closed"


Lennon and McCartney 

Uma orquestra sem maestro

Tudo estava em ordem,
as notas acariciavam os ouvidos como seda.
Pequenos instrumentos eram tocados,
uma orquestra extraordinária.

Porém de repente,
Não víamos mais o regente.
Ele não estava mais em seu posto,
O que será que aconteceu?

Agora, as notas,
os instrumentos e os tempos,
estavam realmente perdidos.
Assim como o maestro.

Onde estaria esse mestre agora?
Todo esse barulho…
As notas machucavam a platéia.
Mas a maior dor era a dos músicos.

O que é uma orquestra sem regente?
O que é uma sala sem seu professor?
E assim, ele se foi…
Deixando saudades…

Era um maestro enérgico,
balançava a batuta coordenando o grupo.
Sem ele, essa orquestra se resume em nada…
Nada…

Francisco Riobaldo

Poesia dedicada a Luiz Pires.

Vendo o por do sol.A lua toma conta do resto do dia. A cidade esta estampada em um borrão laranja.Milhões de vidas morrendo.Somos eu e minha mente, vendo a cidade cinza alaranjada.Prédios brilhantes,que veneram o grande sol,que da vida para quase todo o planeta.Somos eu e a lua, vendo o sono do dia.Por cima de toda essa vida,vemos a luz da metrópole anoitecida,virando apenas a escuridão.Somos eu e a Terra, vendo a promessa de luz.Ele tem o compromisso de nos cuidar,mesmo esse trabalho sendo em vão.Um lindo dia limpo de nuvens, agora é simplesmente noite.Sou eu… Vendo o por do sol.
Francisco Riobaldo

Vendo o por do sol.

A lua toma conta do resto do dia.
A cidade esta estampada em um borrão laranja.

Milhões de vidas morrendo.
Somos eu e minha mente, vendo a cidade cinza alaranjada.

Prédios brilhantes,
que veneram o grande sol,
que da vida para quase todo o planeta.
Somos eu e a lua, vendo o sono do dia.

Por cima de toda essa vida,
vemos a luz da metrópole anoitecida,
virando apenas a escuridão.
Somos eu e a Terra, vendo a promessa de luz.

Ele tem o compromisso de nos cuidar,
mesmo esse trabalho sendo em vão.
Um lindo dia limpo de nuvens, agora é simplesmente noite.
Sou eu… Vendo o por do sol.

Francisco Riobaldo

O céu
Tive um sonho, onde o céu não era azul. Com um céu verde,  o mundo reflete o mar.
Quando o céu estiver verde,  as nuvens não terão porque de ser cinza, não teriam que me deprimir. Se nosso céu fosse verde…
Se a cidade refletisse essas luzes verdes,  o universo inteiro iria observar a terra, O planeta verde. Se as cidades refletissem essa luz…
Bêbados e deprimidos, olhariam para o alto, pensando baixinho como o verde é lindo.
Agora… Tenho que me ver nesse azul imenso,  e me sentir o menos verde de todos os seres.

Francisco Riobaldo

O céu

Tive um sonho,
onde o céu não era azul.
Com um céu verde,
o mundo reflete o mar.

Quando o céu estiver verde,
as nuvens não terão porque de ser cinza,
não teriam que me deprimir.
Se nosso céu fosse verde…

Se a cidade refletisse essas luzes verdes,
o universo inteiro iria observar a terra,
O planeta verde.
Se as cidades refletissem essa luz…

Bêbados e deprimidos,
olhariam para o alto,
pensando baixinho
como o verde é lindo.

Agora…
Tenho que me ver nesse azul imenso,
e me sentir o menos verde
de todos os seres.

Francisco Riobaldo

Mais um

Todos esperam de mim
tudo o que esperariam de todos.
Sou um, no meio de muitos.
Mas porque uma metamorfose logo minha?

Francisco Riobaldo

As cores do passado

Em quarto, quente como inverno…
silencioso como o próprio medo…
Inseguro como a própria vida…
E ainda, colorida como o som de infância.

Duas pessoas estavam lá…
No passado, nas lembranças.
No esquecimento?
Na vida atrás da vida.

Cabelos macios,
pele lisa, delicada.
Um vestido…
… Preto?

Aos poucos consigo ver.
Éramos nós, tudo que somos nós,
em um momento…
… Eterno?

Rosa… Vermelho…
Qual era a cor daquele vestido?!
Tanta delicadeza por trás…
Tanta sutileza.

Francisco Riobaldo